“Quanto tempo se passou… Sinto sua falta, devo confessar, mas já não te quero perto de mim. Costumavas fazer-me bem, hoje só fazes-me mal. Mudaste, eu mudei. Ambos crescemos e seguimos caminhos completamente opostos. Já não há espaço para ti em minha vida. E sei que isso funciona ao contrário também. Não digo isso por ter te esquecido ou por, simplesmente, já não querer qualquer contato contigo… O fato é que mudaste… E não foi para melhor. Te transformaste em algo que nunca julguei que fosses capaz de ser e esse sim, este teu novo “eu”, já não quero por perto. Desculpe, mas por fim posso dizer o definitivo “adeus”, sem qualquer lamentação e remorsos, com a certeza de que onde quer que a vida me leve, jamais olharei para trás.” Valeska Figueira (d-esprendida)

via imperfectionous · originally imperfectionous
2 years ago · 21/12/2011 · reblog · 395 notes
2 years ago · 21/12/2011 · reblog · 9,334 notes

Mô, quero teu beijo. Mô, quero seu cheiro. Mô, quero teu sorriso. Mô, quero suas idiotices. Mô, quero seu dengo. Mô, quero seu sussurro. Mô, quero suas brincadeiras. Mô, quero seu abraço. Mô… Eu quero você. Eu quero o nós.

2 years ago · 20/12/2011 · reblog · 14,291 notes
2 years ago · 05/12/2011 · reblog · 25 notes
via stoppen · originally stoppen
2 years ago · 03/12/2011 · reblog · 1,772 notes

O silêncio vem me fazer lembrar de coisas boas que poderiam ter acontecido,vem me fazer lembrar momentos ruins que aconteceu. E eu já esperei tempo suficiente para tirar de mim a magoa, e eu vou deixando o tempo levar… Assim como ele levou meu sentimento.(quase escritora)

2 years ago · 02/12/2011 · reblog · 91 notes

É, eu sei que o futuro  virá, e sei também que o passado já virou um detalhe. Muitas pessoas passaram por a minha vida e deixou uma magoa, mas eu sei que virá outras que limparam meu coração e merecerá o meu voto de confiança. Eu queria tanto as antigas pessoas, queria tanto não ter essas magoas, mas quem sabe um dia eles voltem[…] E mesmo que não voltem, eu continuarei com as lembranças. (quase escritora)

2 years ago · 02/12/2011 · reblog · 44 notes

Em mim ficou só as lembranças… Coisas boas e coisas ruins, mas que eu jamais vou esquecer, ou deixar de lado. Tantas pessoas importantes passaram, tanta gente deixou um sujo dentro de mim.Eu lembro de casa promessa, de cada ”pra sempre”. Lembro também das vezes que eu corri atrás de quem não merecia, eu dizia que não ia se importar. Mas fui besta, e me importei, mais uma vez. E são essas lembranças que me fazem chorar constantemente. (Nada perfeita)

via stoppen · originally stoppen
2 years ago · 02/12/2011 · reblog · 438 notes

Eu sou safada sim e você ainda provoca.

2 years ago · 02/12/2011 · reblog · 20,515 notes
“Você se lembra daquela tarde que passei toda jogando conversa a fora contigo no MSN? Lembra-se que eu estava super aperreada para sair, mas você me prendia na frente daquele computador? Começou minhas antigas rotinas mas nada era como antes. Tentei de todas as formas ser como antes… Como eu era antes de te conhecer. Lembra da primeira noite que perdi de sono só pra ficar conversando contigo? Eram duas e trinta e cinco da madrugada, eu precisava dormir. Mas quem disse que você deixava eu ir? Inclinando-me agora percebo que talvez aquilo não mais voltará. E aconteceu o que eu mais temia, depois de todos os sonhos… Acabou.” (in-correta)
Tudo isso arde aqui, dentro de mim [...] E parece não ter fim.
São só sentimentos [...]
theme por decepcionar; base por nothingbuttherain. alguns detalhes inspirados em noheartgirl e invisiblefor-u. padding dos links por im-mutable. não copie, obrigada.